FAB testa uso de aeronaves remotamente pilotadas para inspeção em voo

FAB testa uso de aeronaves remotamente pilotadas para inspeção em voo …

FAB testa uso de aeronaves remotamente pilotadas para inspeção em voo

A Força Aérea Brasileira, por meio do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), pesquisa o uso de aeronaves remotamente pilotadas (RPA) para inspeção em voo de equipamentos de auxílio à navegação aérea. No fim do último mês de abril, foram realizados ensaios no Aeroporto de São José dos Campos/SP, com o Precision Approach Path Indicator (PAPI), sistema de luzes brancas e vermelhas que auxilia no pouso de aeronaves. Para a realização dos testes, trabalharam em conjunto o Instituto de Controle do Espaço Aéreo (ICEA), o Instituto de Estudos Avançados (IEAv) e o Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV). A substituição de aeronaves por drones nessas aferições diminui os custos do processo, mantendo os elevados níveis de segurança operacional. Inicialmente, o projeto estuda o uso de drones em auxílios visuais, como é o caso do PAPI, mas a expectativa é de que, no futuro, os auxílios eletrônicos também possam ser abarcados. Neste ensaio, foi utilizada a câmera do drone em substituição à visão dos pilotos. Com um padrão, estabelecido a partir de cálculos, a aeronave remotamente pilotada vai a campo e faz a leitura dos auxílios à navegação. Ao cruzar os dados, ela automaticamente verifica se a informação colhida condiz com o esperado. Para aferir o PAPI, por exemplo, é sabido que, em altitude e ângulo determinados, é preciso que sejam visualizadas duas luzes brancas e duas vermelhas. Caso isso não aconteça, significa que o equipamento de auxílio precisa ser calibrado. Novos testes estão previstos para acontecer entre os dias 20 e 24 de maio. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER

Fonte: Revista FLAP

Grupo Emirates anuncia os resultados do ano fiscal encerrado em março

Grupo Emirates anuncia os resultados do ano fiscal encerrado em março …

Grupo Emirates anuncia os resultados do ano fiscal encerrado em março

O Grupo Emirates anunciou seu 31º ano consecutivo de lucro e expansão constante dos negócios, apresentando seu relatório anual de 2018/19 onde registra lucro de US$ 631 milhões no ano fiscal encerrado em 31 de março, uma queda de 44% em relação ao ano passado. A receita do grupo alcançou US$ 29,8 bilhões, um aumento de 7% sobre os resultados do ano anterior. O saldo de caixa do grupo foi de US$ 6,0 bilhões, queda de 13% em relação ao período anterior, principalmente devido a grandes investimentos no negócio, incluindo aquisições e pagamentos significativos do dividendo de US$ 545 milhões. Em linha com o lucro total, a empresa declarou um dividendo de US$ 136 milhões para a Investment Corporation of Dubai para 2018/19. No ano, o grupo investiu coletivamente US$ 3,9 bilhões em novas aeronaves e equipamentos, a aquisição de empresas, instalações modernas, as mais recentes tecnologias e iniciativas de pessoal, um aumento significativo em relação ao investimento do ano passado de US$ 2,5 bilhões. Em fevereiro, a Emirates anunciou um compromisso para 40 aeronaves A330-900 e 30 A350-900 no valor de US$ 21,4 bilhões, com entregas a partir de 2021 e 2024, respectivamente. A companhia também receberá mais 14 jatos A380 a partir de 2019 até o final de 2021, elevando o total do tipo para 123 unidades. Foto: Homenagem ao fotógrafo Benito Latorre

Fonte: Revista FLAP

Curitiba e Viracopos estão entre os dez melhores aeroportos do mundo segundo ranking da AirHelp Score

Curitiba e Viracopos estão entre os dez melhores aeroportos do mundo segundo ranking da AirHelp Score …

Curitiba e Viracopos estão entre os dez melhores aeroportos do mundo segundo ranking da AirHelp Score

O Brasil foi o único país a ter dois aeroportos na lista dos dez melhores do mundo do ranking internacional AirHelp Score 2019. O terminal Afonso Pena, em Curitiba/PR, ficou em 4º lugar, enquanto o de Viracopos, em Campinas/SP, figura na 10ª posição. O melhor do mundo é o Aeroporto Hamad, no Catar, seguido pelo de Tóquio/Haneda, no Japão e pelo de Atenas, na Grécia. Nesta edição, o ranking avaliou os 132 aeroportos mais conhecidos e mais utilizados do mundo. Para a avaliação, o critério de maior peso foi a performance em pontualidade, responsável por 60% dos pontos. Outros parâmetros analisados foram qualidade do serviço (20% dos pontos) e qualidade do varejo como alimentação e lojas (20% dos pontos). O Aeroporto de Curitiba teve nota 8,4 para pontualidade dos voos, 8,4 para qualidade do serviço e 8,3 para qualidade do varejo, compondo pontuação final de 8,37. Já o Aeroporto de Campinas recebeu nota 8,4 para pontualidade, 8,2 para qualidade do serviço e 7,9 para qualidade do varejo, com nota final de 8,25. Além dos destaques entre os top dez, outros aeroportos brasileiros aparecem no ranking entre os 50 melhores do mundo, como o Aeroporto de Recife (11º lugar), Brasília (13º), Confins (15º), Santos Dumont (17º) e Fortaleza (19º). Já as companhias aéreas nacionais não entraram no top dez. A Azul ficou no 29º lugar, enquanto a Gol ficou na 58ª posição. A transportadora aérea mais bem cotada no ranking foi a Qatar Airways, que também foi a melhor avaliada em 2018. A análise levou em conta informações de voos da base de dados da AirHelp e centenas de pesquisas com passageiros. No total, cerca de 40 mil usuários contribuíram com a pesquisa, que contou com a participação de cerca de 2,5 mil brasileiros. Lançado em 2015, o estudo é a avaliação mais abrangente e precisa de companhias aéreas e aeroportos. O ranking é produzido pela AirHelp, organização especializada em direitos de passageiros aéreos no mundo, já tendo ajudado mais de 10 milhões de clientes lesados por empresas aéreas a solicitarem reembolso por meio do seu site www.airhelp.com. onde o relatório completo pode ser visualizado.

Fonte: Revista FLAP

Qantas anuncia a operação do Boeing 787-9 Dreamliner entre Sydney e São Francisco

Qantas anuncia a operação do Boeing 787-9 Dreamliner entre Sydney e São Francisco …

Qantas anuncia a operação do Boeing 787-9 Dreamliner entre Sydney e São Francisco

A companhia aérea Qantas anunciou que a linha entre Sydney e São Francisco, nos Estados Unidos, será a próxima a ser operada pelo modelo Boeing 787-9 Dreamliner. A partir de 4 de dezembro de 2019, os passageiros da rota irão experimentar as cabines econômica, econômica premium e executiva oferecidas no jato de última geração. A mudança está em linha com a entrega em fases dos seis exemplares do tipo adicionais, substituindo gradualmente o modelo Boeing 747-400 na rede internacional da Qantas até o final de 2020. O serviço entre Sydney e São Francisco funcionará diariamente e complementa o serviço do Dreamliner existente entre Melbourne e São Francisco, que é  operado quatro vezes por semana. A popular cidade californiana é um dos cinco destinos internacionais atualmente servidos pelo modelo, juntamente com Los Angeles, Nova York, Londres e Hong Kong.

Fonte: Revista FLAP

Avianca anuncia mudança de horário no voo entre Barranquilla e Miami

Avianca anuncia mudança de horário no voo entre Barranquilla e Miami …

Avianca anuncia mudança de horário no voo entre Barranquilla e Miami

A companhia aérea colombiana Avianca anunciou que como parte do plano de transformação, em que avançaram vários ajustes para a sua rede de rotas para se concentrar em destinos com aumento da demanda e melhor rentabilidade, além de discussões com várias forças ativas da cidade, a transportadora fez uma análise da rota entre Barranquilla e Miami novamente e decidiu mudar o horário da operação. Assim, o novo itinerário terá partida da cidade colombiana às 07h05 e chegada em Miami às 10h55. O voo de retorno decolará às 20h31 e pousará em Baranquilla às 22h14. Esses ajustes serão eficazes para viagens a partir de 15 de julho e os passageiros poderão aproveitar os benefícios da experiência como aeronave de última geração equipada com o melhor sistema de entretenimento da América Latina, serviço de bordo requintado, mais espaço entre os assentos, cabine executiva e acúmulo de milhas, entre outros. Os bilhetes com o novo horário já estão disponíveis para compra através do site www.avianca.com. Foto: Alex Sandro V. Barbosa

Fonte: Revista FLAP

Azul divulga números financeiros do primeiro trimestre de 2019

Azul divulga números financeiros do primeiro trimestre de 2019 …

Azul divulga números financeiros do primeiro trimestre de 2019

A companhia aérea Azul divulgou os resultados financeiros do primeiro trimestre de 2019, onde o resultado operacional foi de R$ 335,6 milhões, com margem de 13,2%, mesmo com a desvalorização de 16,3% do real e a reoneração da folha de pagamento. O lucro líquido no período totalizou R$ 137,7 milhões comparado com R$ 172,3 milhões registrado no mesmo trimestre de 2018. O RASK ajustado pela etapa média aumentou 1,8% no período, ao mesmo tempo em que houve um aumento de capacidade de 16,0%. O CASK aumentou 4,6% no trimestre, relacionado principalmente com a depreciação de 16,3% do real e a reoneração da folha de pagamento de 20%. O CASK teria reduzido 2,4% em condições de câmbio e combustíveis constantes, e desconsiderando o impacto da reoneração da folha. No final do primeiro trimestre, a liquidez total foi de R$ 4,0 bilhões, representando 42,4% da receita dos últimos doze meses. A frota operacional da Azul totalizou 125 aeronaves no final do período, incluindo 24 aeronaves de nova geração Airbus A320neo, que representaram 34% da capacidade total. O programa TudoAzul finalizou o trimestre com mais de 11 milhões de membros e apresentou um crescimento de 31% no seu faturamento ex-Azul comparado com o primeiro trimestre do ano passado. A receita da Azul Cargo cresceu 41% no período em relação ao mesmo trimestre do ano anterior. Foto: Alex Sandro V. Barbosa

Fonte: Revista FLAP

Infraero entrega obras de revitalização da pista no Aeroporto de Imperatriz

Infraero entrega obras de revitalização da pista no Aeroporto de Imperatriz …

Infraero entrega obras de revitalização da pista no Aeroporto de Imperatriz

A Infraero anunciou a entrega das obras de revitalização do pavimento da pista de pousos e decolagens do Aeroporto de Imperatriz/Prefeito Renato Moreira/MA. Os serviços, que receberam investimentos na ordem de R$ 30 milhões, foram executados em um ano, e cobriram gradualmente a reforma de toda a pista, que tem 1.798 metros de comprimento por 45 metros de largura. As obras foram iniciadas em abril de 2018 e envolveram serviços como a reforma do pavimento asfáltico da pista de pousos e decolagens, bem como da pista de taxiamento A e stopway; construção da pista de taxiamento B, aumentando o suporte e melhorando o espaço de rolagem das aeronaves; além da implantação do sistema de controle e monitoramento dos Sistemas de Auxílios à Navegação Aérea e acostamento da pista de pousos e decolagens, assim como nas de taxiamentos A e B. Além disso, as intervenções incluíram a sinalização horizontal e vertical das áreas compreendidas pela pista, assim como a substituição do balizamento luminoso para voos noturnos. Localizado a cinco quilômetros do centro, o terminal maranhense conta hoje com cinco voos comerciais regulares com destino a Brasília/DF, Fortaleza/CE, São Luís/MA, Recife/PE e Guarulhos/SP, operados pelas companhias aéreas Azul e LATAM. Para o período de férias escolares, em julho, já está confirmada a rota da Azul para Campinas/SP com periodicidade de três vezes na semana.

Fonte: Revista FLAP

Demanda mundial por viagens aéreas cresceu 3,1% em março

Demanda mundial por viagens aéreas cresceu 3,1% em março …

Demanda mundial por viagens aéreas cresceu 3,1% em março

A Associação Internacional de Transporte Aéreo anunciou o resultado do tráfego global de passageiros em março de 2019 mostrando que a demanda subiu 3,1% em comparação com o mesmo período do ano passado. A capacidade para o mês de março cresceu 4,2% e a taxa de ocupação caiu 0,9 ponto percentual, chegando a 81,7%. As companhias aéreas da América Latina tiveram o crescimento mais rápido do tráfego em 5,5%, comparado a um ano atrás e acima dos 4,6% registrados em fevereiro. A capacidade em março subiu 5,8% e a taxa de ocupação caiu 0,2 ponto percentual, atingindo a 81,9%. A América Latina foi a única região a mostrar um aumento na taxa de crescimento ano-a-ano em março em comparação a fevereiro. Considerando os efeitos de variações sazonais, o tráfego continua a crescer acentuadamente, apesar da incerteza econômica e política em alguns países-chave. Mais informações no portal www.iata.org.

Fonte: Revista FLAP

ABEAR defende abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação comercial brasileira

ABEAR defende abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação comercial brasileira …

ABEAR defende abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação comercial brasileira

A Associação Brasileira das Empresas Aéreas defende a abertura irrestrita de capital estrangeiro na aviação brasileira. Há consenso entre suas associadas de que essa medida amplia a competição, extremamente benéfica para a economia do país e para o consumidor. A ABEAR ressalta que é fundamental que a Medida Provisória (MP) 863/2018 seja aprovada sem as emendas incluídas recentemente. O texto aprovado na Comissão Mista do Congresso Nacional, ao pretender obrigar as empresas a operar parte de seus voos em rotas regionais e revogar o modelo praticado em todo o mundo em relação à política de bagagem, compromete o modelo de negócio das transportadoras que queiram operar no país. Para a ABEAR, são alterações que contradizem o espírito da própria MP, afastando investidores e novas empresas aéreas do Brasil.

Fonte: Revista FLAP

Icon Aviation é eleita segunda melhor FBO da América Latina

Icon Aviation é eleita segunda melhor FBO da América Latina …

Icon Aviation é eleita segunda melhor FBO da América Latina

A Icon Aviation, empresa de aviação executiva do Grupo CB, foi eleita pela revista americana Professional Pilot como a segunda melhor FBO (Fixed-Base Operator) da América Latina, atrás apenas da Mapiex International, do Panamá. O FBO oferece aos pilotos e passageiros todo o suporte em solo, como hangaragem, limpeza de aeronave, atendimento, sala VIP e assessoria para os serviços de catering, manutenção, autorizações, entre outros. A publicação mensal especializada em aviação executiva divulga anualmente pesquisa que avalia as melhores empresas em diversas categorias. É a primeira vez que a Icon Aviation aparece na lista de vencedores, destacando o empenho da empresa e de seus colaboradores na excelência dos serviços oferecidos no Brasil e na América Latina. A companhia possui frota moderna e diversificada composta por 23 aeronaves de asa fixa e seis de asa rotativa, e conta com dez hangares nos principais polos de aviação executiva do Brasil: São Paulo, Sorocaba, Brasília e Rio de Janeiro. Mais informações: www.iconaviation.com.br.

Fonte: Revista FLAP