JetSMART supera a marca de 15% de participação no mercado doméstico chileno

JetSMART supera a marca de 15% de participação no mercado doméstico chileno …

JetSMART supera a marca de 15% de participação no mercado doméstico chileno

No último mês de abril, o tráfego de passageiros em voos domésticos no Chile cresceu 37,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Foram 1.136.148 passageiros transportados no período entre as diferentes cidades do país. Como reflexo direto de seu sucesso comercial, a companhia aérea de baixo custo JetSMART conseguiu pela primeira vez superar a meta de 15% de participação no mercado em voos nacionais. Com 174.668 viajantes transportados somente em abril, a empresa atingiu o índice de 15,4%, segundo dados do Conselho Aeronáutico Civil (JAC). É a maior parcela que a operadora chilena obteve desde a sua criação no final de julho de 2017. As participações de mercado nas rotas nacionais durante o mês das outras companhias ficaram distribuídas em 59,1% para a LATAM, 24,5% para SKY e bem mais atrás, aparecem a DAP Airways e ONE Airlines com 0,6% e 0,4%, respectivamente. Mais informações no portal www.desdescl.com.

Fonte: Revista FLAP

Azul realiza o primeiro voo comercial do novo jato Airbus A330-900

Azul realiza o primeiro voo comercial do novo jato Airbus A330-900 …

Azul realiza o primeiro voo comercial do novo jato Airbus A330-900

No último dia 1º de junho ocorreu o primeiro voo comercial do jato Airbus A330neo entregue para a companhia aérea Azul, com a aeronave decolando do Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP, com destino ao Aeroporto do Recife/PE. Apesar de operar um trecho doméstico, o modelo de grande porte configurado para transportar 168 passageiros na classe econômica, 96 na Xtra Economy e 34 na executiva, será utilizado apenas em voos internacionais começando pela cidade de Orlando, no próximo dia 7 de junho. Até o final deste mês, as rotas para Lisboa também deverão ter operações realizadas com o novo avião. Os outros quatro aparelhos da encomenda inicial deverão ser entregues até o segundo semestre de 2020. Foto: Airbus: A.Doumenjou

Fonte: Revista FLAP

Azul anuncia três voos diários entre Brasília e Recife

Azul anuncia três voos diários entre Brasília e Recife …

Azul anuncia três voos diários entre Brasília e Recife

A companhia aérea Azul anunciou que começará a comercializar a partir de 4 de junho, um mercado inédito em sua malha com três ligações diárias e diretas entre Brasília e Recife. Com esses novos voos, a transportadora ampliará ainda mais as cidades servidas por seu hub no Nordeste, oferecendo aos viajantes de Brasília a possiblidade de se conectarem com todas as demais capitais da região e destinos internacionais servidos a partir da capital pernambucana. Hoje, Recife tem 60 decolagens por dia e atende 27 cidades no Brasil, Argentina e Estados Unidos. Os voos serão operados pelos jatos Airbus A320neo, que contam com 174 lugares e TV ao vivo. Os horários das operações foram pensados para oferecer conexões convenientes para 16 destinos domésticos da empresa servidos pelo Aeroporto do Recife. Além disso, os passageiros que voarem de Brasília também poderão se conectar com Córdoba e Rosário, na Argentina, e Fort Lauderdale e Orlando, nos Estados Unidos. Foto: Homenagem ao fotógrafo Benito Latorre

Fonte: Revista FLAP

Militares da FAB participam de exercício internacional

Militares da FAB participam de exercício internacional …

Militares da FAB participam de exercício internacional

Os Esquadrões do 3º Grupo de Aviação – Escorpião, Grifo e Flecha, que operam aeronaves A-29 Super Tucano, participam até o próximo dia 14 de junho, do Exercício Internacional Green Flag West, na Base Aérea de Nellis, em Nevada, nos Estados Unidos. O 3º Grupo de Aviação cumprirá uma dinâmica rotina de treinamentos envolvendo operações ar-solo em um cenário tático, simulando conflitos regulares e irregulares, em ambiente de deserto. Dentre as missões a serem executadas, destaca-se o Apoio Aéreo Aproximado (ApAA) que dará suporte às Forças do Exército Americano próximas ao centro de treinamento de Fort Irwin na Califórnia. Além dos pilotos do 3º Grupo de Aviação, também participam do treinamento militares do Esquadrão Aeroterrestre de Salvamento (EAS), conhecido como PARA-SAR, que executarão missões de Guiamento Aéreo Avançado (GAA) em suporte ao Exército Americano. Segundo os participantes, o exercício é extremamente importante para o preparo e atualização doutrinária da Força Aérea Brasileira, por meio do intercâmbio operacional e da troca de experiências com a Força Aérea dos Estados Unidos, para atualizar táticas, técnicas e procedimentos, bem como a doutrina em missões de ar-solo conjuntas. Uma aeronave C-130 Hércules apoia a missão transportando material de apoio e equipes de manutenção. Além disso, um avião C-99 também foi utilizado para transportar pilotos e equipe de suporte até Nevada. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER/Major Palmeira/Esquadrão Flecha

Fonte: Revista FLAP

Esquadrão Pantera implanta doutrina NVG para a Marinha do Brasil

Esquadrão Pantera implanta doutrina NVG para a Marinha do Brasil …

Esquadrão Pantera implanta doutrina NVG para a Marinha do Brasil

Militares do Esquadrão Pantera sediado na Ala 4, em Santa Maria/RS, foram responsáveis pelo treinamento de implantação do voo com óculos de visão noturna (NVG) no 1° Esquadrão Anti-submarino da Marinha do Brasil, sediado em São Pedro da Aldeia/RJ. As instruções aconteceram entre os dias 14 e 18 de maio e foram ministradas por quatro integrantes da Força Aérea Brasileira. O Pantera foi escolhido para ministrar as instruções tendo em vista à similaridade entre os projetos H-60L Blackhawk e SH-16 Seahawk, e a larga experiência da unidade na utilização dos óculos de visão noturna. Inicialmente, foram realizadas aulas teóricas e instruções aéreas no helicóptero SH-16 SeaHawk para a tripulação do esquadrão da FAB, a fim de possibilitar a familiarização com o modelo. Em seguida, foi ministrado ao efetivo do Esquadrão HS-1 um curso teórico preliminar aos voos de instrução. Ao final, os tripulantes do Esquadrão Pantera realizaram 44 surtidas de instrução de voo com NVG, concluindo a capacitação. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER/Tenente Lobo

Fonte: Revista FLAP

Bombardier conclui venda do programa de aviões da série Q para a Longview

Bombardier conclui venda do programa de aviões da série Q para a Longview …

Bombardier conclui venda do programa de aviões da série Q para a Longview

A fabricante canadense Bombardier confirmou o fechamento da venda anteriormente anunciada dos ativos do programa de aeronaves da Série Q à empresa De Havilland Aircraft do Canada Limited (anteriormente Longview Aircraft Company), uma afiliada da Longview Aviation Capital, pelo valor de aproximadamente US$ 300 milhões. O lucro líquido deverá ser de cerca de US$ 250 milhões após a assunção de certos passivos, taxas e ajustes de fechamento. A Longview continuará a produção da aeronave Q400 na unidade em Toronto e serviços de pós-venda para o modelo turboélice. Mais informações no portal www.bombardier.com.

Fonte: Revista FLAP

Assembleia Geral Anual da IATA aprova cinco resoluções

Assembleia Geral Anual da IATA aprova cinco resoluções …

Assembleia Geral Anual da IATA aprova cinco resoluções

A Associação Internacional de Transporte Aéreo anunciou que a 75ª Assembleia Geral Anual aprovou cinco resoluções, que são Meio Ambiente; esta resolução, aprovada por unanimidade pediu aos governos a implementação do Plano de Redução e Compensação das Emissões de Carbono da Aviação Internacional (CORSIA), segundo acordo realizado por meio da Organização da Aviação Civil Internacional da ONU. O CORSIA é o primeiro instrumento global de precificação das emissões de carbono de um setor industrial. Esse plano limitará as emissões líquidas de CO2 da aviação internacional nos níveis de 2020. Além do CORSIA, a assembleia assumiu seu próximo compromisso com o meio ambiente de reduzir até 2050, as emissões líquidas de CO2 para metade dos níveis de 2005. As companhias aéreas foram incentivadas a implementar todas as medidas disponíveis de eficiência de combustível e realizar a transição no longo prazo para combustíveis de aviação sustentáveis. Essas medidas são fundamentais para alcançar o objetivo do setor em 2050. Slots; a assembleia geral reafirmou a importância de um sistema de slots global e harmonizado nos aeroportos e pediu que os governos resolvam urgentemente o problema de baixa capacidade. A resolução também reafirmou que o WSG (Worldwide Slot Guidelines) é a norma global de políticas, princípios e procedimentos de alocação e gerenciamento de espaços nos aeroportos. Além disso, elaborou a declaração de objetivos com foco no fornecimento de benefícios ao consumidor, desenvolvimento de cronogramas convenientes, garantia de transparência e não discriminação nos processos e uso da capacidade total. Tecnologia RFID para rastreamento de bagagem; a assembleia decidiu apoiar a implementação global de identificação por radiofrequência (RFID) para o rastreamento de bagagem e também pediu a implementação de padrões modernos de envio de mensagens sobre bagagem para rastrear as malas com mais precisão em tempo real em todos os pontos principais da viagem. Segundo a resolução, as transportadoras aéreas devem fazer a transição para etiquetas de bagagem com código de barras e inlays RFID e usar alertas de dados para acionar os processos em aeroportos e manipuladores em solo e evitar possíveis problemas de bagagem extraviada. Iniciativa One ID; a assembleia decidiu acelerar a implementação global da iniciativa One ID, que utiliza apenas um identificador biométrico para que os passageiros circulem pelo aeroporto, sem a necessidade de documentos em papel. A resolução One ID da IATA exige o trabalho em conjunto de todos os envolvidos, incluindo companhias aéreas, aeroportos e autoridades governamentais, para promover e implementar um processo de controle de viajantes sem papel, que utilize apenas reconhecimento biométrico. Passageiros com necessidades especiais; essa resolução visa melhorar a experiência da viagem aérea para as pessoas com necessidades especiais, que totalizam cerca de um bilhão em todo o mundo. As empresas aéreas se comprometeram a garantir o acesso a viagens seguras, confiáveis e dignas a esses viajantes e pediram que os governos usem os princípios básicos da IATA para passageiros com necessidades especiais. Esses princípios visam tirar o foco da deficiência e promover a acessibilidade e a inclusão, reunindo o setor de viagens com os governos para harmonizar as regulamentações e fornecer a clareza e consistência global que os passageiros esperam. Mais informações no portal www.iata.org.

Fonte: PANROTAS

Reforma da pista principal do Aeroporto de Salvador entra na última fase

Reforma da pista principal do Aeroporto de Salvador entra na última fase …

Reforma da pista principal do Aeroporto de Salvador entra na última fase

Na madrugada do último dia 23 de maio, foi iniciada a última etapa de intervenções na pista principal do Aeroporto de Salvador. As melhorias serão realizadas na parte central da pista e incluem sistema de drenagem, recapeamento e repintura da sinalização horizontal. O objetivo é aumentar a segurança e se adequar às normas internacionais de aviação. As intervenções foram iniciadas em setembro do ano passado e divididas em três etapas. A primeira e a segunda contemplaram recapeamento, melhorias no acostamento e na sinalização horizontal, ajustes na faixa de pista e implantação da área de segurança de fim de pista (RESA) nas duas extremidades. Com as obras de requalificação na parte central, até o final do mês de setembro, pousos e decolagens acontecerão na pista auxiliar nas madrugadas de terça a sábado, entre 01h30 e 08h30. As companhias aéreas e autoridades do setor aeroportuário foram comunicadas da intervenção com antecedência, com o objetivo de minimizar possíveis impactos operacionais. A pista auxiliar foi completamente reformada e está em perfeitas condições de operação da aviação comercial. A obra foi finalizada no começo de outubro de 2018 e permitiu que ela se tornasse apta a receber aeronaves de maior porte, cuja envergadura pode chegar a 36 metros, como o Boeing 737 e o Airbus 320. As mudanças estão em sintonia com as melhorias que vem sendo implementadas pela concessionária Vinci Airports na infraestrutura do terminal.

Fonte: Revista FLAP

Frank Dell (á esquerda) no cockpit do Boeing 777

Aos 96, piloto da 2ª Guerra é homenageado pela British; vídeo …

Frank Dell (á esquerda) no cockpit do Boeing 777

Com diversas ações relacionadas ao seu centenário de fundação, a British Airways homenageou um de seus ex-pilotos na última semana. Aos 96 anos de idade, Frank Dell foi convidado para subir a bordo de uma das aeronaves da companhia aérea britânica, onde visitou (e relembrou) as operações dentro de um cockpit.

Além de ter sido piloto comercial pela British, Dell também pilotou aviões da Royal Air Force (RAF), a força aérea britânica, entre 1941 e 1946, incluindo missões nos céus da Alemanha durante a Segunda Guerra Mundial. Após o término do conflito, ingressou na aviação comercial, permanecendo até 1976.

“Fazia mais de 30 anos que eu não entrava no cockpit de um avião e nunca pensei que estaria aqui novamente. Mesmo com a tecnologia mudando bastante, vi que muitas coisas continuam iguais, trazendo de volta memórias maravilhosas”, comentou Frank Dell já a bordo de um Boeing 777 da British.

De acordo com a companhia aérea, esta foi apenas uma das 100 homenagens que serão realizadas ao longo do ano em comemoração ao centenário da empresa. A campanha foi designada como #BAMagic100.

Confira o vídeo da homenagem:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=r3vWXUTOB5c]

Fonte: PANROTAS
John Rodgerson, presidente da Azul

Pagaram para fechar a Avianca Brasil, diz presidente da Azul …

John Rodgerson, presidente da Azul

CAMPINAS (SP) – A poucos minutos de iniciar a operação do voo que ligará Campinas (SP) a Porto, em Portugal, o presidente da Azul, John Rodgerson, voltou a criticar a postura de suas concorrentes – Gol e Latam – em relação ao imbróglio que envolve a Avianca Brasil. Segundo ele, a Azul está sendo impedida em crescer em aeroportos como Congonhas e Santos Dumont.

“O fim da Avianca Brasil é triste para mais de cinco mil trabalhadores que ficarão sem emprego, para o consumidor e para o setor aéreo. A gente nunca desejou esse desfecho, nossa intenção era preservar a companhia e os empregos. Mas, infelizmente, não vencemos. As nossas concorrentes pagaram para fechar a Avianca Brasil”, afirmou Rodgerson.

Na semana passada, o juiz Tiago Henrique Papaterra Limongi, da 1ª Vara de Falência do Estado de São Paulo, rejeitou a segunda oferta da Azul Linhas Aéreas pelos ativos da Avianca Brasil. Segundo o magistrado, a Azul não tem legitimidade para invalidar o plano de recuperação aprovado anteriormente, que prevê o leilão de sete Unidades Produtivas Isoladas (UPIs) contendo os ativos da Avianca – autorizações de pouso e decolagem em aeroportos.

Para Rodgerson, que não vê chances de a Avianca Brasil retomar suas operações, suspensas pela Anac desde o dia 24 de maio, essa foi a solução encontrada pelas suas concorrentes de barrar o crescimento da Azul e deixá-la de fora da disputada ponte aérea. “Não é justo o que estão fazendo conosco. Voamos para 106 cidades no Brasil, utilizamos aviões brasileiros e somos bastante reconhecidos pelo nosso produto e serviço. Por que não podemos voar entre Congonhas e Santos Dumont?”

#AZULNAPONTEAÉREA

Com o objetivo de chamar a atenção do poder público e da população como um todo, a companhia lançou, na última quinta-feira (30), uma campanha bastante agressiva nas redes sociais. A ação #AzulnaPonteAerea convoca os seguidores da empresa a apoiar sua entrada na ponte aérea São Paulo (Congonhas) – Rio de Janeiro (Santos Dumont).

“Concorrência é algo bom para os clientes, mas a Gol e a Latam não quiseram a nossa porque sabem que temos o melhor produto. Eles têm medo disso. Eu espero que o Cade e a Anac vejam que tudo o que foi feito por elas e façam a coisa certa”, finalizou o executivo.

Fonte: PANROTAS