Boeing avança em biocombustíveis, reciclagem e conservação

Boeing avança em biocombustíveis, reciclagem e conservação …

Boeing avança em biocombustíveis, reciclagem e conservação

A fabricante norte-americana Boeing divulgou seu relatório ambiental global de 2019, destacando como está construindo aviões mais limpos e mais econômicos e encontrando maneiras inovadoras de reciclar e conservar recursos. Durante o ano passado, a empresa divulgou sua nova estratégia ambiental até 2025 com metas ambiciosas de inovação de produtos para desempenho ambiental, redução de emissões, desperdício e consumo de água e energia nos locais de trabalho e para trabalhar com comunidades em todo o mundo. Os destaques do relatório incluem parceria com uma empresa de reciclagem baseada no Reino Unido para manter até 2 milhões de libras de excesso de fibra de carbono das fábricas da companhia em aterros sanitários por ano; utilizando energia renovável para alimentar o data center primário da Boeing, economizando eletricidade suficiente para abastecer mais de 4.000 residências por ano; trabalhando com a companhia aérea Etihad Airways para pilotar um 787 Dreamliner alimentado em parte por biocombustível feito de plantas do deserto irrigadas com água do mar; projetando novas instalações eficientes em energia em todo o mundo, incluindo o centro de conclusão e entrega do modelo 737 em Zhoushan, na China, e as instalações de fabricação em Sheffield, no Reino Unido; catalisar o desenvolvimento de combustível de aviação sustentável e oferecer aos clientes a opção de usar biocombustível em voos de entrega; e ultrapassar as metas de 2018, incluindo a redução das emissões de gases de efeito estufa em até 7,3% nos locais de trabalho. O documento está disponível no endereço https://www.multivu.com/players/English/8556051-boeing-2019-global-environment-report/ .

Fonte: Revista FLAP

Colégio Embraer abre as inscrições para o processo seletivo

Colégio Embraer abre as inscrições para o processo seletivo …

Colégio Embraer abre as inscrições para o processo seletivo

O Colégio Embraer abriu as inscrições para o Processo Seletivo 2020. São 320 vagas para alunos do ensino médio nas regiões de São José dos Campos e Botucatu, no interior de São Paulo. A novidade deste ano é a possibilidade de participação na modalidade “treineiro”, destinada aos estudantes que ainda não terminaram o ensino fundamental, mas que desejam conhecer a prova. O edital que indica os critérios para a seleção e detalhes sobre as inscrições está disponível no site www.institutoembraer.com.br. O processo seletivo é realizado pela Fundação Vunesp e a taxa para inscrição é de R$ 55,00. A prova acontece no dia 25 de agosto deste ano. No Colégio Embraer de São José dos Campos estão disponíveis 160 vagas sociais e 40 para alunos pagantes. Em Botucatu, são oferecidas 96 vagas sociais e 24 para pagantes. Anualmente, as duas unidades de ensino atendem a 960 alunos, que são divididos pelos três anos do ensino médio. Além da alta taxa de aprovação dos estudantes em universidade públicas, na ordem de 80%, o diferencial dos colégios está na formação dos estudantes como cidadãos livres, ativos e solidários, capazes de entender e atuar no mundo de forma criativa e ética.

Fonte: Revista FLAP

Infraero licita áreas do Aeroporto Santos Dumont

Infraero licita áreas do Aeroporto Santos Dumont …

Infraero licita áreas do Aeroporto Santos Dumont

A Infraero publicou editais de licitação para concessão de duas áreas no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro. Os espaços são destinados à atividade de hangaragem de aeronaves, manutenção e/ou operação de táxi aéreo. Ambas as licitações serão realizadas na forma eletrônica, pelo critério de maior oferta, com regime de contratação por preço global e critério de julgamento de maior preço global. Os espaços estão localizados no Hangar Caquot, no pátio de aeronaves do terminal fluminense. Um deles conta com área edificada externa de 881,77 m². Nesse caso, o prazo contratual definido é de 60 meses, com preço mensal estimado de R$ 32,2 mil. O recebimento das propostas vai até às 8h59 do dia 7 de junho. O outro ambiente conta com área de 1.178,17 m². O prazo contratual desse segundo espaço também é de 60 meses e o preço mensal estimado é de R$ 49,6 mil. O recebimento das propostas vai até às 8h59 do dia 10 de junho. Os certames são abertos a qualquer empresa estabelecida no país, cujo ramo de atividade seja compatível com os objetos da licitação e que atenda às exigências dos editais. As áreas serão entregues aos vencedores das disputas nas condições em que se encontram. Empresas interessadas em conhecê-las podem agendar uma visita por meio dos telefones (21) 3814- 7094 / 3814-7020. Mais informações no portal www.infraero.gov.br.

Fonte: Revista FLAP

Aeroporto de Salvador se posiciona a favor do veto à volta da franquia mínima

Aeroporto de Salvador se posiciona a favor do veto à volta da franquia mínima …

Aeroporto de Salvador se posiciona a favor do veto à volta da franquia mínima

A concessionária do Aeroporto de Salvador enviou uma carta para a Presidência da República se manifestando a favor do veto ao artigo 2º PLV 6/2019, que determina a volta da franquia de bagagem gratuita de 23 quilos para voos domésticos e internacionais. Atualmente, somente quatro países mantém a franquia obrigatória: Rússia, Venezuela, China e México. No documento, a aprovação do projeto na íntegra é apontada como barreira para o desenvolvimento do mercado de aviação comercial na Bahia, especialmente no aeroporto da capital, que já sofre os impactos da suspensão dos voos da Avianca Brasil. A companhia aérea respondia por 27% da movimentação de passageiros do terminal e pela operação de quatro rotas exclusivas (Bogotá, Petrolina, Aracaju e Maceió). Destinos importantes como Rio de Janeiro e Recife passaram a ser monopolizados por uma única companhia aérea. A manifestação da Vinci Airports a favor do veto se junta a de vários outros representantes da aviação civil. A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), a Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (ALTA), a Associação Brasileira das Empresas de Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo (Abesata) e a própria Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) também enviaram cartas externando suas preocupações com os efeitos negativos que a gratuidade do despacho de bagagens poderá ter no mercado de aviação. A medida tornará o segmento aéreo brasileiro menos competitivo, reduzindo a sua atratividade, e não estimulando o aumento da oferta de voos.

Fonte: Revista FLAP

Gol cresce em demanda, oferta e ocupação em maio …

A Gol registrou um aumento de 0,5% na oferta (ASK) e de 7% na demanda (RPK) no mês de maio. Apesar do volume de decolagens ter reduzido 4,6% e o total de assentos ter reclinado 1% em relação ao mesmo mês do ano passado, a taxa de ocupação da companhia chegou a 82,9%, um aumento de cinco pontos percentuais em relação a maio de 2018. Os números, ainda preliminares, foram divulgados hoje pela empresa.

No mercado internacional, a aérea também registrou excelentes resultados. A oferta e a demanda aumentaram 55,6% e 71,9%, respectivamente, e a taxa de ocupação foi 75,3%. Vale ressaltar que, em maio do ano passado, a companhia ainda não operava alguns voos internacionais, como os que partem de Brasília e Fortaleza para Miami e Orlando.

A oferta total da companhia foi superior em 5,8% devido ao aumento de 1,2% no total de assentos, redução de decolagens em 2,3% e aumento da etapa média. A demanda total (RPK) da Gol aumentou em 12,5% em relação a maio de 2018 e a taxa de ocupação consolidada atingiu 81,9%.

Fonte: PANROTAS

Bagagens,malas

MPF defende franquia gratuita de bagagem em voos domésticos …

Bagagens,malas

Atento a possibilidade do presidente Jair Bolsonaro vetar trecho da Medida Provisória 863/18, que restabelece bagagem gratuita para voos domésticos, a Câmara de Consumidor e Ordem Econômica do Ministério Público Federal (MPF) emitiu ontem (4) nota técnica considerando a necessidade de manter a gratuidade das bagagens. O documento foi enviado ao ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), como um gesto para auxiliar a tomada de decisão.

Na nota, o MPF defende que a resolução da Agência Nacional de Aviação (Anac) nº 400, em vigor desde 2016 e que autorizou a cobrança da franquia para despacho de bagagem, contrariou tanto o Código Brasileiro de Aeronáutica como o Código Civil. Na justificativa, o ministério público alega que o contrato de passagem aérea é único e inclui o transporte do passageiro e de suas malas. “Desse modo, o despacho da bagagem não poderia ser cobrado à parte, como contrato acessório”, afirma o órgão.

O MPF classifica ainda o veto ao trecho que restabelece a franquia mínima gratuita como um retrocesso e afronta ao Código de Defesa do Consumidor. “Vetar a franquia de bagagem, inserida pelo Congresso Nacional na MP 863/2018, perpetua a ilegalidade contida na Resolução nº 400 da Anac e equivale, em última análise, a vetar ou dificultar o acesso ao transporte aéreo da camada da população financeiramente menos favorecida. Nada impede que haja uma excepcionalidade da aplicação do Art. 222-A, da Medida Provisória 863/18, em relação às empresas ‘Low Cost'”, diz o texto.

Na nota técnica, o coordenador da 3CCR e subprocurador-geral da República, Antonio Augusto Aras, reconhece o esforço do governo em fomentar o crescimento do modal aéreo, buscando atrair empresas estrangeiras e estimular a concorrência e a competição saudável no mercado. Porém, aponta que se deve buscar um consenso para que nenhuma das partes fique prejudicada. “É preciso que a ordem social e a ordem econômica atuem em harmonia para promover o equilíbrio entre os interesses e direitos do mercado e dos consumidores”, ponderou Aras.

Fonte: PANROTAS

Até o final do ano, 100 milhões de copos plásticos substituídos por copos de papel

Air France retira itens de plástico no serviço de bordo …

Até o final do ano, 100 milhões de copos plásticos substituídos por copos de papel

Aproveitando o ensejo do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado hoje (5), a Air France comunicou a eliminação de 210 milhões de itens de plástico de uso único até o final de 2019. Eles serão substituídos, em todos os voos, por alternativas mais sustentáveis.

A medida significa que, até o final do ano, 100 milhões de copos plásticos substituídos por copos de papel, 85 milhões de talheres plásticos e embalagens deem vez a produtos feitos à base de bio-materiais e 25 milhões de mexedores de plástico sejam substituídos por mexedores de madeira. Esse montante representa 1,3 mil toneladas de plástico.

Vale lembrar que os canudos de plástico já não eram distribuídos pala companhia desde 2005 e, desde novembro de 2018, os pratos e talhares usados na segunda refeição nos voos de longa distância são trocados por uma sacola “bon appétit”.

A nova política corporação já foi experimentada pelos passageiros do voo AF378 de Paris-Charles de Gaulle para Detroit, nos Estados Unidos. Eles receberam produtos feitos de bio-materiais em vez de itens descartáveis de plástico geralmente distribuídos a bordo.

A novidade da Air France está alinhada aos três objetivos ambientais delimitados pela empresa. São eles: reduzir e compensar suas emissões de CO2; reduzir, reciclar e reprocessar seus resíduos; reduzir a poluição sonora de suas operações.

Fonte: PANROTAS