Boeing vai ampliar investimentos na indústria brasileira de biocombustíveis

Boeing vai ampliar investimentos na indústria brasileira de biocombustíveis …

Boeing vai ampliar investimentos na indústria brasileira de biocombustíveis

A fabricante norte-americana Boeing anunciou um investimento de US$ 1 milhão nos esforços do Brasil para estabelecer uma indústria de combustível de aviação sustentável. O aporte se concentrará em iniciativas que maximizem benefícios sociais, econômicos e ambientais para as comunidades locais envolvidas no desenvolvimento de matérias-primas que possam ser usadas para produzir combustível de aviação sustentável (SAF). Em 2018, a empresa forneceu mais US$ 1 milhão para os esforços do setor no País. A Boeing vai colaborar com os parceiros World Wide Fund for Nature e a Mesa Redonda sobre Biomateriais Sustentáveis ​​(RSB), para identificar pequenas comunidades de agricultores no Brasil com o potencial mais promissor de fornecer biomassa para a produção de SAF. Os produtores serão então certificados usando indicadores de sustentabilidade que criam benefícios sociais, como geração de renda, práticas trabalhistas sólidas e segurança alimentar. Grupos de pequenos agricultores que produzem cana-de-açúcar e óleo de macaúba no sudeste do Brasil já foram certificados pela RSB nos últimos anos, com o apoio financeiro da empresa. Em 2013, tanto o WWF quanto a RSB eram partes interessadas no desenvolvimento do Flightpath to Aviation. Este relatório detalhado destacou as oportunidades únicas e os desafios de criar uma indústria de produção e distribuição de combustível de jato bio-derivada e sustentável no Brasil. Este último investimento baseia-se no compromisso de longa data da Boeing em apoiar e desenvolver o ecossistema de aviação e aeroespacial do Brasil por meio de programas de educação e treinamento, iniciativas de pesquisa e desenvolvimento e parcerias do setor.

Fonte: Revista FLAP

Aeroporto de Joinville já oferece internet grátis

Aeroporto de Joinville já oferece internet grátis …

Aeroporto de Joinville já oferece internet grátis

Passageiros e usuários do Aeroporto de Joinville/Lauro Carneiro de Loyola/SC passaram a contar com uma nova rede de Wi-Fi gratuita. A solução pretende atender à demanda por conectividade do viajante durante a espera do voo. O serviço oferece conexões rápidas e acesso simplificado por até uma hora, mas quem precisar de velocidades ainda maiores poderá adquirir assinaturas nas modalidades diária ou mensal. A facilidade faz parte do contrato firmado entre a Infraero e a empresa norte-americana Boingo Wireless, que opera as redes com a Ziva, empresa latino-americana de infraestrutura sem fio, reconhecida por suas soluções flexíveis de hardware e software. O acesso gratuito à internet será implantado em todos os aeroportos da rede Infraero até 2020. Com capacidade para receber até 1,3 milhão de passageiros ao ano, somente em 2018 foram registrados, no terminal catarinense, mais de 480 mil viajantes e 7.220 voos, entre pousos e decolagens. O Aeroporto de Joinville dispõe de voos operados pelas companhias Azul, Gol e LATAM.

Fonte: Revista FLAP

Justiça derruba liminar e autoriza leilão da Avianca Brasil …

A liminar que suspendia o leilão dos ativos da Avianca Brasil no mês passado foi derrubada nesta segunda-feira (17). A companhia aguarda a publicação do acórdão, que deverá determinar as condições e a data do novo leilão. As informações são do jornal “Folha de São Paulo”.

Com isso, Latam e Gol poderão participar do certame pelos slots da companhia em recuperação judicial desde dezembro. A Azul, primeira empresa a demonstrar interesse nos ativos da Avianca Brasil, não tem interesse em participar.

Fonte: PANROTAS

Situação da aérea pode piorar

Avianca Brasil é notificada por não atender reclamações …

Situação da aérea pode piorar

A Anac notificou a Avianca Brasil por deixar de responder as reclamações de passageiros na plataforma consumidor.gov.br no prazo de dez dias, estabelecido pela Resolução nº 400 da Anac. Além disso, a Avianca Brasil requisitou à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) o seu desligamento da plataforma.

As providências administrativas adotadas pela Anac decorrem de processo administrativo instaurado para apuração de infrações, que pode culminar até mesmo na cassação da concessão para a exploração dos serviços de transporte aéreo da empresa.

A medida pode ser efetivada caso a Avianca Brasil não adote as providências corretivas determinadas. A agência determinou a suspensão cautelar das operações da Avianca Brasil em 24 de maio deste ano, até que a empresa comprove capacidade para garantir a segurança dos voos.

ORIENTAÇÃO
Neste cenário, a Avianca Brasil está obrigada a oferecer para a escolha do passageiro as alternativas de reacomodação em voos de outras companhias aéreas e de reembolso integral do valor pago, conforme estabelecidas na Resolução nº 400, segundo a Anac. O passageiro que comparecer ao aeroporto por falha de comunicação da empresa aérea ainda tem o direito às assistências de comunicação, alimentação e hospedagem.

COMPANHIAS INTERNACIONAIS
Os passageiros que compraram passagens aéreas vendidas pela Avianca Brasil para voos operados por companhias aéreas estrangeiras devem ter o seu contrato de transporte aéreo executado. Em caso de falha na prestação dos serviços, a empresa aérea estrangeira responsável pela operação do voo está obrigada a prestar as informações, assistências e alternativas aos passageiros, sob pena de caracterizar descumprimento da resolução, sujeitando a empresa infratora às providências administrativas previstas.

O passageiro que não tiver os direitos respeitados deve procurar o sistema de atendimento da empresa aérea responsável pelo voo e, caso não fique satisfeito com a solução apresentada, poderá registrar uma reclamação no consumidor.gov.br. Se persistir a insatisfação, o passageiro poderá recorrer aos órgãos do Sistema Nacional de Defesa do Consumidor (SNDC) para ressarcimento e reparação de danos.

Fonte: PANROTAS

Aérea portuguesa mudou sua decisão

Tap volta atrás e aceita bilhetes emitidos pela Avianca …

Aérea portuguesa mudou sua decisão

A Tap anunciou hoje que aceitará todos os bilhetes com reservas confirmadas e que tenham sido emitidos pela Avianca Brasil. Dessa maneira, a companhia volta atrás após comunicar ao mercado que deixaria de aceitar os bilhetes, em razão do processo de recuperação judicial e suspensão da Avianca no Acordo Multilateral Interline da Iata. A companhia, em comunicado, chega a pedir desculpas aos clientes pela decisão anterior.

“O objetivo da Tap é garantir a tranquilidade dos passageiros mesmo que a Avianca Brasil esteja em processo de recuperação judicial e suspensa do Acordo Multilateral Interline da Iata”, disse a empresa em nota. “A Tap lamenta o transtorno causado e espera que os seus passageiros façam uma boa viagem”, finaliza.

Fonte: PANROTAS