bravsec_abr_post7_blog

Azul está de volta ao céu de Lisboa

Devido ao cenário da pandemia que gerou agravamento do número de casos em Portugal e a detecção de novas variantes do vírus Sars-Cov-2, o Governo Português publicou o Despacho n.º 3894-A/2021, 17 de abril, 2021, onde permite voos de/para o Portugal entre 16/04/2021 até 30/04/2021, desde que os passageiros atendam os seguintes requisitos:

– Cidadãos nacionais da União Europeia, nacionais de Estados associados ao Espaço Schengen Titulares de autorização de residência em Portugal;

– Clientes que não são cidadãos do União Europeia ou Espaço Schengen e que serão permitidos, tem de apresentar a seguinte condição:

– Por questões humanitárias e de saúde apresentando a documentação que comprove tal necessidade;

– O cônjuge /O parceiro com união estável de cidadãos nacionais da União Europeia e residentes;

– Os descendentes diretos com menos de 21 anos de idade ou que estejam a cargo, assim como os do cônjuge ou do parceiro;

– Os ascendentes diretos que estejam a cargo, assim como os do cônjuge;

– Clientes com visto de estudante ou visto de trabalho;

– Clientes que possuam agendamento no SEF ou manifestação de interesse válida.

 

Os passageiros que viajarem a Portugal cumprindo essas condições, deverão:

  Apresentar no momento da partida um teste negativo (RT-PCR) realizado nas 72 horas anteriores à hora do embarque, sob pena de lhes ser recusado o embarque na aeronave e a entrada em território nacional; e fazer quarentena de 14 dias à chegada.

  Preencher ou apresentar a comprovação do preenchimento do PLC (Passenger Locator Card) eletrônico na base de origem.

  Preencher o formulário do SEF Travel, fornecendo as informações necessárias para sua entrada no País. Após o preenchimento, será enviado pela SEF, um certificado que deverá ser apresentado ao controle de fronteira. Reforçamos que a entrada no País será permitida apenas após a apresentação do certificado.

Fonte: Voe Azul